Historinhas

Bom Dia Todas As Cores

Ler Bom Dia Todas As Cores

Na história para dormir de hoje, você vai ler Bom Dia Todas As Cores. O livro Bom Dia Todas As Cores traz uma história muito bem escrita e ilustrada. O texto é sobre um camaleão que aprende, depois de um dia longo e cansativo, que quem não agrada a si mesmo não pode agradar a ninguém.

A autora Ruth Rocha conta a estória de um camaleão que não segue a sua opinião. Muda de cor e de opinião a cada nova sugestão dos outros personagens. A leitura do livro é positiva, dinâmica e com conteúdo moral. Atende perfeitamente o público ao qual se destina (6 a 8 anos).
  • Artista: Ruth Rocha
  • Álbum: Mil Pássaros: Sete Histórias de Ruth Rocha
  • Data de lançamento: 1999
  • Gênero: Música infantil

Bom Dia Todas As Cores | Ler Online:

“Meu amigo Camaleão acordou muito bem.
– Bom dia sol, bom dia flores, bom dia, todas as cores! Lavou o rosto numa folha cheia de orvalho, virou o rosa que achava a mais bela de todas as cores e a vestiu. o sol, feliz com a vida. Meu amigo Camaleão estava feliz porque a primavera havia chegado. E o sol finalmente, depois de um inverno longo e frio, brilhou feliz no céu.
“Estou feliz com minha vida hoje”, disse ele. “Quero ser legal com todos…” Ele saiu de casa e Camaleão encontrou o Professor Pernalonga.
O professor Pernilongo toca violino na orquestra do Teatro Florestal.
– Bom-dia professor! Como vai?
– Bom dia, Camaleão! Mas o que é isso? Por que você mudou de cor? Essa cor não combina com você… Olha o azul do céu. Por que você não fica azul também? O camaleão, apesar de simpático, resolveu ficar azul como o céu de primavera…
Até que encontrou um tordo laranja na clareira Camaleão:
– Meu amigo Camaleão, bom dia! Mas que cor é agora? Por que um amigo é azul?E um tordo explicou que a cor mais bonita do mundo é o laranja, a cor laranja dourado.
Nosso amigo rapidamente decidiu mudar a cor.
Imediatamente ficou laranja, loiro, laranja, dourado. E cantou alegremente, foi embora, todo feliz…
Lord Mantis e toda a sua família chegaram à clareira da floresta, deixando a capela. Ele é um cavalheiro muito sério que não gosta de piadas.
– Bom dia, Camaleão! Que cor escandalosa! Parece uma fantasia de carnaval… Deveria ter uma cor mais natural… Olha o verde das folhas… o verde da campina… Deve fazer o que a natureza ensina… Claro, nosso amigo resolveu mudar de cor. Logo ficou verde e seguiu em frente…
Agora você sabe como era o Camaleão. Bastava que alguém falasse e ele mudava de ideia.
Ficaria roxo, ficaria amarelo, viraria um pavão. Era em todas as cores. Eu não sabia dizer NÃO.
Então naquele dia toda vez que ele encontrava um de seus amigos e um amigo ficava surpreso com a cor que ele estava… adivinhe o que nosso camaleão estava fazendo.
Bem, logo ele vai mudar de cor, vai mudar de tom para outro…
Mudou de rosa para azul. Do azul ao laranja. Do laranja ao verde. Do verde ao vermelho. Mudou de preto para branco. Passou de branco para roxo. Do roxo ao amarelo. E até pela cor do vinho…
Quando o sol começou a se pôr no horizonte, Camaleão decidiu voltar para casa. Ele estava cansado da longa caminhada, e ainda mais cansado de mudar de cor.
Entrou em sua cabana, deitou-se para descansar e ali pensou:
– Por mais que tentemos, não podemos agradar a todos. Algumas pessoas gostam de farofa. Outros preferem farelo… Algumas pessoas querem comer maçãs. Outros preferem marmelo… Algumas pessoas gostam de sapatos. Algumas pessoas gostam de chinelos… O que seria amarelo se não fosse pelo gosto?” Então, no dia seguinte, o Camaleão acordou muito cedo.
– Bom dia sol, bom dia flores, bom dia todas as cores! Lavou o rosto numa folha cheia de orvalho, ficou rosada, que considerava a mais bela de todas, expôs-se ao sol, contente com a vida.
Assim que saiu, Camaleão encontrou o sapo Cururu que é um cantor de sucesso na Rádio Jovem Floresta.
– Bom dia, meu querido sapo! Que dia lindo, não é?
– Bom dia, amigo Camaleão! Mas que cor divertida, cara, tão desbotada… Por que você não usa uma cor mais avançada?” O camaleão sorriu e disse ao amigo:
– Uso cores que gosto e sou bom nisso. Gosto de bons conselhos, mas faço o que me convém. Quem não gosta dele, não pode ser apreciado por ninguém…”

Bom Dia Todas As Cores | FIM


Bom Dia Todas As Cores | Conclusão:

Chegamos ao final de mais uma historia para dormir, esperamos que tenham curtido nossa história de hoje o Bom Dia Todas As Cores, diga-nos abaixo  o que achou dessa história e também não deixe de conferir as nossas demais histórias que contém em nosso site, um forte abraço a todos e até o próximo conto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo